Soroprevalência de SARS-CoV-2 em internos recém incorporados em um grande complexo prisional no Distrito Federal, Brasil, em 2020

  • Vaccine preventable diseases
  • Public health surveillance
Export to CSV
Antecedentes:
Durante investigação de surto de COVID-19 em um complexo prisional no Distrito Federal, Brasil, em 2020, identificou-se internos infectados para SARS-CoV-2 em triagem sorológica realizada no momento de entrada dos novos prisioneiros. Assim, este estudo objetivou descrever a soropositividade para SARS-CoV-2 nos novos internos no período de triagem de até 21 dias.

Métodos:
Realizou-se estudo de seguimento seccional em quatro novos grupos de internos, admitidos semanalmente na instituição, entre junho e julho/2020. Apenas o primeiro grupo coletou informações de idade, sintomas e contato com suspeito de COVID-19. A soroprevalência dos quatro grupos foi determinada utilizando teste rápido na entrada e na saída da triagem. O estudo teve aprovação do Comitê de Ética Nacional.

Resultados:
Avaliaram-se 84 internos no primeiro grupo e 286 internos nos grupos seguintes. Do primeiro grupo, 19 (22,6%) relataram sintomas na entrada, sendo mais frequente cefaleia (9/19 - 47,4%); indivíduos entre 30-34 anos (27,4%) foram mais acometidos. Último contato há menos de uma semana com suspeito de COVID-19 foi relatado por 13 (15,5%) internos. Detectaram-se anticorpos em seis (7,1%) internos na entrada: quatro (4,7%) IgM+ e dois (2,4%) IgM+ e IgG+. Enquanto que, após a quarentena 14 (19,1%) soroconverteram, sendo dois (2,7%) IgM+ e IgG+, e 12 (7,4%) IgM+. Já as soroprevalências dos grupos seguintes na entrada foram 2,4%, 1,9% e 1,9%, e a soroconversão foi de 40,5%, 25,5% e 8,7%, respectivamente. A soroconversão variou de 4,3% a 34,0% para IgM+, e de 2,3% a 7,2% para IgG+.

Conclusões:
A positividade na entrada e a alta soroconversão no período de quarentena indica um contexto com alta transmissão de SARS-CoV-2 e vulnerabilidade dessa população prisional a COVID-19. Portanto, além da triagem sorológica e clínica, pode ser necessário a inclusão de um teste molecular para diagnóstico oportuno como medida para redução de infecções em complexos prisionais.

Please abstracts [at] tephinet [dot] org (email us) if you have any corrections.

If this abstract has been converted into a full article, please abstracts [at] tephinet [dot] org (email us) the link. We would love to help promote your work.